sábado, 31 de maio de 2008

Instituto CHEGA! de Violência!

Caros Leitores,

É com muito orgulho que hoje divulgo o blog e site do Instituto CHEGA! de Violência ! O qual eu já tive oportunidade de apoiar e colaborar e principalmente contar com seu apoio em minha luta pela ética por um Brasil melhor.

Blog: http://institutochega.blogspot.com/

Site: http://www.chegadeviolencia.com.br/

Para quem não conhece o Instituto CHEGA! de Violência! vou lhes contar um pouco desta história que nasceu de uma sociedade amedrontada, desprotegida e indignada com a violência, que atinge a todos, principalmente no estado do RS. As Sras. Corina Breton, Helena Ibañez junto com o Sr. Mathias Nagelstein, criaram um movimento de protesto, a partir de fevereiro de 2005 sucederam-se reuniões, onde o número de interessados só veio a crescer.
Familiares de vítimas foram se agregando ao grupo e o movimento, que já se chamava CHEGA, se institucionalizou, surgindo o Instituto CHEGA - ICV, cujos estatutos foram aprovados, em assembléia geral, realizada em 5 de abril de 2005.
Quem quiser fazer parte deste movimento e cadastrar-se no Instituto CHEGA! de Violência! basta preencher o formulário eletrônico no site.
O Instituto CHEGA! de Violência! é mais um exemplo que demonstra a preocupação em melhorar a imagem do nosso estado e do Brasil.
Corina conte sempre com meu apoio.
Um abraço
Maria Amelia Maneque Cruz

Marcadores:

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Violência onde estão as possíveis soluções?

Caros leitores,
Hoje eu trago este artigo sobre o uso da Arteterapia escrito pela Arteterapeuta Maitê Provenzano da Luz publicado no site da Funda,cão de Proteção Especial do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.


Quero deixar aqui os meus parabéns para esta grande mulher pelo importante trabalho desenvolvido com estes adolescentes.
Um abraço,
Maria Amelia


Violência onde estão as possíveis soluções?


O grande fantasma que assombra nestas últimas semanas é a violência contra a criança e adolescente. Esta mesma violência sempre esteve ali, próxima, mas quando somos sumariamente acordados para este tema, a pergunta sempre feita é como, de que forma vamos atacá-lo? Como ficam as vítimas deste massacre emocional? As que sobrevivem, que expectativa de vida tem para seu amanhã, se o seu protetor e agressor são, na verdade, a mesma pessoa?

O presente artigo analisa a importância da Arteterapia no tratamento terapêutico de adolescentes vítimas de abandono e violência doméstica bem como, mostra um pequeno porem efetivo caminho na busca de soluções que envolvam a sociedade como um todo para ajudar a diminuir esta grande chaga social.


Não são apenas números, são vidas de inocentes marcadas pelo trauma que necessitam de uma chance para poder superar, resistir e ter uma vida mais digna.


A violência é generalizada e está em todas as classes sociais onde, muitas vezes, o próprio pai, mãe, irmão ou parente próximo é o agressor, é o que inicia a criança, violentando todos os seus direitos sociais, morais, emocionais e afetivos. O estupro, a violência física e emocional são velados e fazem parte dos chamados segredos familiares. Diversas são as formas de violência, na maioria das vezes, o abandono torna-se o caminho seqüencial.


A violência é a realidade diária destas crianças e a simples retirada da situação de risco e a acolhida por entidades assistenciais não garante uma superação dos traumas gerados por esta difícil realidade.


Neste contexto, a Arteterapia surge como um meio eficaz para detectar, através da linguagem da arte, os sentimentos e traumas mais profundos. A Arteterapia, através de seus postulados, busca minimizar os problemas decorrentes desta violência, resgatando destes menores a auto-estima, oferecendo uma nova expectativa de vida para um futuro melhor, buscando fortalecer seu emocional, empoderando, assim, sua vida afetiva e emocional, apresentando-lhes a possibilidade de reescrever sua história.


Minha experiência como Presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher/RS me provou a extrema necessidade de trabalhar o empoderamento feminino para que a mulher se arme de coragem e denuncie os maus tratos que sofre. O silêncio é o maior aliado do agressor!


Na condição de arteterapeuta, tenho como objetivo o empoderamento de menores vítimas de abandono e violência. A Arteterapia favorece, sem dúvida, um acesso muito mais rápido ao real problema, junto com o necessário diálogo, torna muito mais difícil a dissimulação, pois o ato criativo de produzir qualquer tipo de arte contém elementos involuntários que pertencem ao inconsciente e que na maioria das vezes nem a criança/paciente se dá conta. Toda a produção artística expressiva serve como porta para o inconsciente. Objetivando o empoderamento com o uso da Arteterapia é possível, sim, fortalecer emocionalmente, empoderar, menores vítimas de violência.


A arteterapia, também, é mais suave, sutil, pois a linguagem da arte é naturalmente aceita, agradável, lúdica e menos sofrida. Dentro deste enfoque, busquei uma forma de implantar atendimento arteterapeutico gratuito para alguns destes menores. Com apoio da Feevale contatei a Fundação de Proteção Especial para oferecer projeto que tem como objetivo prestar serviço gratuito, qualificado, de Arteterapia para as crianças e aos adolescentes abrigados da Fundação. Sempre aberta a novos horizontes que, comprovadamente, possam vir a melhorar a condição de vida dos menores abrigados, a FPERGS abriu suas portas e acolheu o projeto. Feevale e Fundação Proteção, assinaram em 2007 o Convênio de Cooperação.


Hoje, graças a este convênio existe o primeiro Atelier Arteterapeutico para atender a estes menores por profissionais, alunos estagiários da graduação e da pós-graduação de Arteterapia da Feevale, sem ônus para a já citada Fundação. Este é um pequeno exemplo do mínimo possível que cada um de nós pode fazer, mas cabe conclamar a sociedade para buscar soluções criativas visando o enfrentamento e possível solução deste e de outros problemas.


Os problemas podem parecer não ser nossos mas, certamente, sentiremos de alguma forma seus efeitos. Somos parte do todo! Nos cabe muita responsabilidade! Vivemos em uma teia, uma rede, onde todo e qualquer movimento, queiramos ou não, nos atinge, nos afeta e sentimos seus efeitos.


(Maitê Provenzano da Luz - Arteterapeuta) Galeria: Arteterapia













Marcadores:

terça-feira, 13 de maio de 2008

Convite: Caminhada Diga não à impunidade, diga sim à vida dia 17/5 (sabado) Redenção



Pessoal recebi este email através de uma amiga!

Estou fazendo a minha parte encaminhando aos meus amigos, publicando em meu blog e confirmando minha presença.

Sei que muitos de vocês não moram em Porto Alegre, mas sei que se passarmos para a maioria de nossos contatos e estes passarem para os seus conseguiremos multiplicar este convite.

Conto com vocês. Até sábado!

beijos
Maria Amelia










Olá pessoal,

Vamos aquecer as baterias para o final de semana q vem aí!!!
Segue em anexo a este email o convite para a nossa CAMINHADA de sábado e p a cerimônia de domingo. Enviem p todos os contatos q puderem. VAMOS MULTIPLICAR ESTE EMAIL AO MÁXIMO!

Estamos buscando patrocínios p cobrir algumas despesas c algumas faixas, banners, folhetos, filmagem, etc. Se alguém tiver alguma possibilidade, por favor, entre em contato.

abraço,

Ana
--
Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Vôo TAMJJ3054 - AFAVITAM
Assessoria de Imprensa Voluntária*
Ana Behs - (51) 9953-5300
Roberto Gomes - (51) 9357-1917
*Familiares de vítimas


--------------------------------------------------------------------------------
Conheça já o Windows Live Spaces, o site de relacionamentos do Messenger! Crie já o seu!




--
Maria Amélia Maneque Cruz
Mestre em Comunicação - Relações Públicas Conrerp RS/SC 2091
http://mariaameliacruz-rrpp.blogspot.com
cel (51) 9181-5267
UNYK é: 280 NQG

Marcadores:

domingo, 4 de maio de 2008

Dica cultural

Amados leitores,
Após um desabafo e uma postagem para reflexão quero deixar uma dica cultural.
O Blog Martha na Índia:
http://marthanaindia.blogspot.com

Martha é uma arquiteta gaúcha, lutadora, batalhadora, casada com um ex-piloto da Varig que precisou optar pela mudança para o exterior para continuar exercendo a profissão que tanto lhe dá prazer: voar. O casal mudou-se para a Índia no ínicio deste ano, Luciano hoje é comandante da Air Índia e Martha criou este blog para nos relatar curiosidades sobre o modo de viver e a tradição dos Indianos.

Vale a pena dar uma olhada!

Comentário:
Martha sabemos que vocês optaram pelo melhor, sabemos como foi difícil optar pelo abandono da Pátria, por isso desejamos que esta estadia pelo oriente só traga alegrias e prazeres.
Saibam que este casal está fazendo falta pelas terras do pampa.

Um abraço
Maria Amelia

Marcadores:

Mensagem do dia 1º de maio de 2008 para quem trabalha ou já trabalhou:

Ontem, eram 19h58min44segundos, quando entregamos a última das 24.207.213 declarações de renda recebidas pela Receita Federal. Se acrescentarmos mais 3 milhões (?) de contribuintes que deixaram de entregar a declaração e imaginarmos mais uns 13 milhões (?) de declarações isentas entregues todos os anos, teremos um universo de 40 (ou 50) milhões de brasileiros que, teoricamente, produzem as riquezas do País. Desses 40 (ou 50) milhões de contribuintes, quantos pertencem à iniciativa privada e quantos fazem parte do Governo? E os restantes 140 (ou 130) milhões dos 180 milhões de brasileiros: quem são e o que fazem???

Gostaria de encontrar algum brasileiro de verdade que elaborasse o perfil desses conterrâneos e revelasse quantos vivem à sombra do Poder ou na miséria... Desde o mais humilde que recebe migalhas de sobrevivência ao mais esperto que se farta das benesses governamentais... Se conseguíssemos uma resposta contundente para essa pergunta, seguramente muito mais brasileiros lutariam por menos bravatas, menos burocracia, menos corrupção, menos discursos, menos impostos, menos parasitas, menos políticos, menos salvadores da pátria e, por conseqüência, nós seríamos menos explorados e viveríamos uma vida mais condizente com o nosso sacrifício e o suor do nosso trabalho.

Que as pessoas que raciocinam se debrucem sobre essa reflexão e comecem a deixar de lado o seu comodismo e a sua alienação seculares.

Assinado: um brasileiro em busca do outrora “País do futuro”.



Comentário:

Este Brasileiro que tanto sofre com as atocidades de nossos representantes formulou uma pesquisa sobre como os Brasileiros estão enxergando o nosso amado País. Quem estiver interessado em participar da pesquisa ou debater o texto acima pode entrar em contato pelo email:

Luís Andreoli [mailto:patriotuns@uol.com.br]



Luís obrigada pelo texto e principalmente por me dar a permissão de dividir com meus leitores.

Um abraço

Maria Amelia

Marcadores:

Desabafo

Boa tarde a todos os visitantes deste blog!

Quero hoje desabafar minha opinião sobre a imagem de nosso querido País. Desde que criei este blog em dezembro de 2007, tenho evitado falar de política, só eu sei o quanto isto é difícil. Hoje após ler os muitos emails que recebo decidi colocar para fora minha natureza.

Eu sei que muitos que vão ler este desabafo, não irão concordar e até poderão achar que ele está deslocado do tema central deste blog. Fiquem a vontade para postar sua opinião, vou adorar debater sobre o tema.

Não é de hoje que combato a corrupção, que procuro conscientizar a população sobre a importância do voto, sobre as barbaridades que escutamos, enxergamos e lemos nos mais variados meios de comunicação. Participo de um grupo que tem sede de ética e não tem medo nem vergonha de mostrar isso. Já organizamos e participamos de inúmeros protestos, abaixo assinados, passeatas pedindo o fim da corrupção e dos desmandos de nossos representantes.

Quero hoje através deste texto lembrar que estamos em ano de eleição por isso é importantíssimo estarmos alertas na hora de escolher nossos representantes: prefeitos e vereadores. Esta é a única maneira de podermos cobrar nossos direitos.
Eu digo aqui com todas as letras: eu voto e fiscalizo, e o meu representante que não cumprir com suas promessas ou fizer alianças políticas que eu não concordo, escuta minha reclamação, não poupo ninguém, escrevo cartas e emails reclamando mesmo.

Em seguida vou postar um texto que recebi de um amigo, que como eu não se conforma com as mazelas que andam acontecendo em nosso País. Foi justamente a leitura deste texto que motivou este desabafo.

Um abraço a todos,
Maria Amelia

Marcadores: